A Justificação de Quem Duvida: Um Exercício Hermenêutico Com Paul Tillich

Eduardo Gross

Resumo


O presente artigo identifica na elaboração da expressão "justificação de quem duvida" realizada por Paul Tillich um exercício hermenêutico sobre a tradição protestante. Ele alude à natureza hermenêutica da teologia, expõe a reinterpretação proposta por Tillich e pergunta por sua significãncia hoje. Em busca de tal significãncia, argumenta que a atual falta de dúvida não deveria ser vista simplesmente como um renascimento glorioso da fé, mas pelo menos também como um disfarce da angústia humana.


Texto completo:

PDF