BHAGAVAD-GĪTĀ: CÂNONE PARA PAZ OU PARA GUERRA?

Lúcio Valera, Marco Antonio Lara

Resumo


O presente trabalho tenta esclarecer o posicionamento da Bhagavad-gītā (Canção do Senhor Supremo) – um dos documentos filosófico-religiosos mais importantes do Sânscrito e de toda a literatura indiana clássica, os Vedas –, com relação a guerra e a violência, já que o texto hindu, pertencente a grande epopeia do Mahābhārata, é narrado alguns momentos antes da grande batalha de Kurukṣetra, e dois de seus personagens protagonistas, Kṛṣṇa e Arjuna, serão combatentes ativos em tal empreendimento bélico. Por meio da devida revisão bibliográfica, utilizarei do método indutivo, para ulteriormente, efetivar uma análise de texto na narrativa na própria obra hindu, tentando abarcar a perspectiva hermenêutica da própria tradição, em nosso caso específico da escola Vaiṣṇava Gauḍīya de Caitanya Mahāprabhu e os devidos comentaristas da academia.  


Palavras-chave


Bhagavad-gītā; Guerra; Paz; Divisão social.

Texto completo:

PDF